Confira 7 dicas para sair na frente da concorrência no ramo de alimentação

Confira 7 dicas para sair na frente da concorrência no ramo de alimentação

O ramo de alimentação é um mercado muito disputado na modernidade. Os empreendedores apelam para diferentes estratégias, a fim de captar a atenção do público e conquistar clientes. Muitos priorizam a inovação e a originalidade, aproveitando, inclusive, os avanços tecnológicos.

Pensando nisso, listamos 7 dicas para você sair na frente da concorrência e impulsionar sua empresa! Confira!

1. Contrate um bom chef de cozinha

Certamente, um chef de cozinha qualificado é essencial para qualquer empresa que deseja se destacar no ramo da alimentação. Ele precisa estar atualizado sobre as novidades na área, ser ágil e eficiente.

Portanto, informe-se sobre o treinamento do profissional, os cursos que fez, a metodologia de trabalho que ele usa, sua experiência (ou se ainda não tem muita experiência, a dedicação ao trabalho), a forma como lida com colegas e clientes.

É importante que o chef saiba se relacionar com os clientes e consiga trabalhar sob pressão, pois, nesse ramo, é comum haver os horários de pico, quando os pedidos se sucedem e é preciso ser rápido, sem comprometer os resultados.

Outro ponto a avaliar é a limpeza do chef: se ele usa os equipamentos necessários para apanhar os alimentos, se sempre lava as mãos, as verduras, os legumes e se mantém sua cozinha limpa (o chão, os utensílios e os equipamentos).

Confira, ainda, a qualidade e a variedade dos alimentos que ele sabe preparar. Isso poderá ser um grande diferencial, dependendo do modelo de estabelecimento que você pretende abrir.

2. Ofereça atendimento de boa qualidade

Um bom atendimento faz toda a diferença. Muitos clientes preferem pagar mais caro e receber um atendimento de primeira qualidade que pagar menos, mas não ser bem atendido. Nesse caso, o preço não chega a ser o grande diferencial.

Preparar os funcionários (e preparar-se também) é essencial. É necessário conhecer um pouco de psicologia humana para conseguir agradar aos consumidores. Existem pessoas que já nascem com o condão de cativar os outros, despertam carisma e sabem se relacionar bem. São elas que você deve contratar para lidar com o público, de modo que elas podem aperfeiçoar-se ainda mais, para oferecer o atendimento esperado.

Muitas vezes, há restaurantes que oferecem alimentos com qualidades semelhantes, um ao lado do outro. O que pode os diferenciar para que um fique cheio e outro vazio é, justamente, a qualidade no atendimento.

3. Continue estudando e aprendendo

O homem nunca sabe o suficiente sobre determinado assunto, podendo sempre se aperfeiçoar e aprender mais. Isso vale para todas as áreas. Diante das constantes mudanças pelas quais a sociedade vem passando, o profissional precisa se atualizar e estar disposto a aprender novas coisas.

Isso não é tão difícil, já que vivemos na Era da Informação. É necessário procurar bons cursos e ainda existe a opção de estudar sem sair de casa, participando de excelentes cursos online para ficar por dentro das modernas tendências no ramo de alimentação, das melhores estratégias de marketing (principalmente de marketing digital), das formas de captar novos clientes e de fidelizar os atuais, entre muitas outras coisas.

Pesquise pelos melhores cursos e comece já a se destacar em sua atividade.

4. Crie uma identidade para a empresa

Uma das coisas que pode oferecer bons resultados para qualquer negócio é criar uma identidade consistente. Trata-se de personalizá-lo, torná-lo especial, diferente dos outros. É preciso dar uma personalidade própria para seu restaurante, lanchonete ou pizzaria.

O empreendedor precisa encontrar meios de despertar a curiosidade do público, de atraí-lo e de fidelizá-lo, quando ele estiver dentro do estabelecimento.

Isso pode ser feito de várias maneiras: uma decoração fascinante, por exemplo, com belos quadros de pintores famosos, com ornamentação bem preparada, ou com a presença de um jardim e de esculturas, encanta qualquer pessoa. Muitas vezes, com pouco investimento, é possível decorar com elegância, simplicidade e bom gosto. Existem vários estilos que podem ser aproveitados: moderno, clássico, rústico, vintage, e assim por diante.

A criatividade pode fazer todo o diferencial na hora de criar uma personalidade para a empresa: cardápio divertido e variado, recursos digitais, uniformes especiais, eventos periódicos e temáticos e música ao vivo são alguns exemplos.

5. Faça a captação de cadastro

Essa é uma opção para empreendedores com blogs e sites. O consumidor terá a oportunidade de se cadastrar, preenchendo um formulário e assinando a newsletter. É importante investir no design da página, de modo que o usuário se sinta motivado a preencher o formulário com seus dados.

Outra maneira de usar o marketing digital para captar cadastros é oferecendo conteúdos gratuitos e interessantes, como e-books, aplicativos, cardápios digitais e outras coisas estimulantes. Para ter acesso a esses conteúdos, basta preencher um formulário.

Você pode, também, oferecer cupons de descontos e promoções para quem se cadastrar no blog/site; Uma boa dica é deixar o formulário (ou o link para ele) disponível em redes sociais, como o Facebook e o Twitter.

6. Segmente seu público

A segmentação do público ajuda a traçar estratégias mais bem direcionadas, considerando os consumidores efetivos de sua empresa. Conhecendo a fundo os hábitos do consumidor, principalmente suas preferências e ideias sobre preços, atendimento e tendências, o empreendedor poderá elaborar estratégias mais eficazes, que não impliquem “dinheiro jogado fora”.

Quanto mais focada for sua estratégia, mais chances você tem de conquistar clientes. Por meio dessas campanhas, será possível obter fidelizações, novos clientes e até estimular mais os seus clientes antigos.

7. Invista em tecnologia

É importante trabalhar com equipamentos e utensílios mais modernos, para melhorar a produtividade e a qualidade do atendimento, além de agilizar ainda mais as tarefas. Existem, por exemplo, sistemas de gestão que melhoram o desempenho de muitas operações, como estoque, atendimento e controle de finanças.

Atualmente, a tecnologia é muito importante para conferir mais potencial competitivo às empresas e, nem sempre, investir em boa tecnologia representa custos altos — ao contrário, pode contribuir para reduzir custos a médio e longo prazo, considerando o custo-benefício que esses recursos proporcionam.

Já existe, em Xangai, a tecnologia Baidu, que permite a coordenação de restaurantes por pequenos robôs chamados Du Mi: eles atendem os clientes, recebem pedidos e processam os pagamentos. A automação dos processos é uma tendência no mercado moderno, incluindo o ramo de alimentação. Fechar os olhos a essa realidade é, como se costuma dizer, “não enxergar o óbvio”.

O que achou das dicas para o ramo de alimentação? Já aplica algumas delas em seu negócio? Que outra dica gostaria de deixar? Aproveite o espaço abaixo e deixe seu comentário!

Sem comentários

Cancelar