Marketing de conteúdo na gastronomia

Marketing de conteúdo na gastronomia: como atrair mais clientes?

O Inbound Marketing trouxe um novo cenário para as marcas, e pode ser explorado a fim de obter resultados mais sustentáveis, uma vez que é possível promover uma comunicação mais certeira e eficiente. Ao analisar as opções proporcionadas pela metodologia Inbound, entenderemos como aplicar o marketing de conteúdo na gastronomia.

Basicamente, o marketing de conteúdo é uma tática capaz de reter clientes por meio da produção e divulgação de conteúdos relevantes, que atendam às necessidades do público, com informações sobre o negócio e o mercado. Assim, você conseguirá conquistar autoridade sobre o assunto, se tornará referência e trabalhará a jornada de compras do cliente.

Quer entender mais sobre o marketing de conteúdo e por que ele é uma tendência em estratégias de marketing atualmente? Acompanhe!

O que é marketing de conteúdo?

Com a construção de conteúdos relevantes, alinhados à sua estratégia de marketing gastronômico, é possível conquistar potenciais clientes que sejam engajados com sua marca. Além disso, essa tática possibilita melhores resultados em sua presença on-line e tem um menor custo de investimento em ações de marketing, que apesar disso, gera grandes resultados.

O marketing de conteúdo é uma tendência do mercado e tem se consolidado pelos propósitos promovidos. Por meio deles, é possível construir uma base de consumidores, que serão qualificados no objetivo de convertê-los em clientes finais — e fidelizá-los. Além disso, a tática promove uma melhor experiência de compra e com menor custo de aquisição por cliente.

Como atrair mais clientes por meio do marketing de conteúdo?

Assim como toda ação de marketing, o marketing de conteúdo demanda um estudo completo sobre tudo que envolve a marca, o produto ou serviço e o consumidor.

Defina sua persona

Uma das premissas do marketing de conteúdo é a oferta de materiais segmentados, que atendam não só às necessidades do público, mas que também se contextualizem aos hábitos, estilo de vida, linguagem e diversos outros fatores. Para isso, é necessário criar uma persona que o auxilie a entender para quem você está escrevendo.

A persona nada mais é que um retrato semifictício do seu cliente. Sua construção tem, como base, a pesquisa e levantamento de dados dos atuais clientes, acoplado ao seu cliente ideal. Com isso, você entenderá quais são as maiores necessidades do seu público e saberá como sua marca agregará valor e construirá estratégias de diferenciação.

Entenda a jornada de compras do cliente

A jornada de compras reflete todo processo que o cliente passa até efetivar o consumo da sua oferta. Dentro do marketing de conteúdo, essa compreensão é necessária para que você consiga direcionar os conteúdos adequados à etapa em que o potencial cliente está passando. Esse processo é dividido em três fases principais:

  • aprendizado e descoberta — o potencial cliente está dando os primeiros sinais de sua necessidade, porém não tem plena consciência dela, por isso não busca por uma solução específica. Por meio dos conteúdos, você deverá auxiliá-lo na identificação e consciência desse problema;
  • reconhecimento — a necessidade já foi reconhecida, e o potencial cliente tem a consciência que precisa de algo para saná-la. A partir de então, você deverá oferecer conteúdos que auxiliem no reconhecimento da solução ideal;
  • consideração — as pesquisas e sua oferta de conteúdo fizeram com que o potencial cliente tenha conhecimento da solução ideal. A partir daqui, ele começa a analisar as opções disponíveis no mercado, a fim de identificar a melhor para suprir sua necessidade;
  • decisão — após analisar o mercado e as oportunidades, o potencial cliente tem em mãos todas as opções disponíveis. Sendo assim, você deverá convencê-lo de que sua marca é a melhor opção. Para isso, utilize a oferta de conteúdos para evidenciar seu diferencial diante da concorrência.

É importante não confundir a jornada de compras do cliente com o funil de vendas. Dessa forma, o funil de vendas tem a função de auxiliar o planejamento de ofertas de conteúdo e ilustrar a jornada de compras do cliente, e ambos são relacionados da seguinte maneira:

  • topo do funil — essa etapa está relacionada à fase de “aprendizado e descoberta”. Aqui, você pode oferecer conteúdos em formado de blog posts, postagens em redes sociais e vídeos em sites como YouTube e Vimeo;
  • meio do funil — o meio do funil está relacionado à fase de “reconhecimento”. Você pode desenvolver blog posts, postagens em redes sociais, vídeos, newsletter e demais ações via e-mail;
  • fundo do funil — essa etapa representa as fases de “consideração” e “decisão”. Os formatos mais eficazes são os webinars em que você pode fazer demonstração dos pratos e receitas, depoimentos de clientes, histórias de sucesso, textos institucionais e blog posts.

Após entender mais sobre o assunto, quem é sua persona, a jornada de compra do cliente e o funil de vendas, é hora de iniciar sua estratégia de marketing de conteúdo.

Como inserir estratégias de marketing de conteúdo em seu negócio?

O marketing de conteúdo é uma tática que traz resultados sustentáveis a médio e longo prazo. Para alcançar o público ideal é necessário construir uma estratégia atrativa e eficaz. Para isso, é importante investir no desenvolvimento de alguns processos.

Estruture suas redes sociais

As redes sociais são ótimos canais para propagar seu negócio, isso porque elas se comunicam com o consumidor final. Por lá, você pode divulgar todo conteúdo produzido, como blog posts, imagens, vídeos etc. Além disso, o canal é eficaz para divulgar promoções, interagir e coletar feedback do público. Assim, você entenderá, até mesmo, quais são os seus pratos que os consumidores mais gostam.

Crie um blog

O blog é uma excelente ferramenta para auxiliá-lo a aparecer nos mecanismos de pesquisa. Você pode utilizar técnicas de Search Engine Optimization (SEO), como escolher as palavras-chave mais pesquisadas e produzir blog posts para todas as etapas da jornada de compra. Com isso, você poderá captar o contato de potenciais clientes e nutrir o relacionamento com eles por e-mail.

Invista no relacionamento por e-mail

O e-mail é um canal de comunicação muito eficaz para construir relacionamentos. Isso porque, ao direcionar uma mensagem ao consumidor final, você consegue personalizar linguagem, layout, título etc. Além disso, você pode testar as variáveis, descobrir as que mais geram retorno e replicá-las para toda sua base de contatos.

Construa materiais relevantes

Independentemente da etapa do funil de vendas, o consumidor precisa de materiais que sejam relevantes para avançá-lo na jornada de compras. Por isso, invista tempo e pesquisa na construção dos materiais de todos os formatos. Isso fará com que as pessoas permaneçam mais tempo em suas páginas, e essas serão melhor ranqueadas pelo Google.

Utilize a geolocalização

Você pode disponibilizar o acesso Wi-Fi ao público e incentivar o compartilhamento da geolocalização nas redes sociais. Uma outra oportunidade é configurar o Wi-Fi do Facebook, no seu restaurante ou bar, para que o cliente faça login sempre que quiser usar. Com isso, além de compartilhar a localização com os amigos, o Google entenderá que esse é um local de muita circulação e ajudará no ranqueamento.

O investimento em marketing de conteúdo na gastronomia tende a refletir ótimos resultados. Além disso, o nicho gastronômico dispõe de uma diversidade de oportunidades para produzir materiais, e você pode produzi-los em forma de vídeo, texto, imagem etc. Ao desenvolvê-los em conjunto com as outras dicas, você encantará seus clientes, antes mesmo de oferecê-los as suas receitas.

Quer receber mais dicas que auxiliarão você a alcançar bons resultados? Então, assine nossa newsletter e receba conteúdos como este!